Sexta, 15 Dezembro 2017

"Que Justiça é essa que joga famílias na rua e envenena plantações?"

Dresch 2311Integrante da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, o deputado Dirceu Dresch classificou com barbárie o processo desencadeado pela liminar da Justiça Federal de Chapecó que resultou no despejo de quase 200 famílias de agricultores do acampamento Marcelino Chiarello. Além da retirada das famílias, a Justiça permitiu a destruição de 200 hectares de lavouras de milho e feijão plantadas pelos acampados. O deputado afirma que solicitará à Defensoria Pública da União que apure os abusos cometidos. "É um ato de barbárie. Uma liminar absurda e irresponsável da Justiça que permitiu uma operação de guerra para expulsar centenas famílias de agricultores de uma área que é da União, que está em processo final para se tornar assentamento da reforma agrária. Não bastasse isso, permitiu que o trabalho dessas famílias, 200 hectares de lavouras de milho e feijão, fosse destruído com a aplicação de veneno, de secante, um prejuízo milionário", lamentou.

Plantações de hortaliças e produtos de subsistência foram simplesmente saqueados. "Onde está o compromisso ético, humanitário e solidário da justiça que desabriga e deixa sem comida e renda tantas famílias, crianças, na véspera de Natal? É revoltante ver a justiça tomar lado, o lado do grande capital. Não vamos ficar omissos diante desse absurdo!"

O deputado também aponta para a omissão da Superintendência Estadual do Incra no processo. O órgão não teria dado os encaminhamentos necessários para que a área fosse destinada para a reforma agrária, como a realização de laudos. "A influência política sobre a direção do órgão é nítida em favor dos interesses da família Prezzoto, que teve os títulos da área cancelados por falta de pagamento. É uma área que está em nome da União, já deveria ter acontecido a avaliação das benfeitorias para o processo de reforma agrária”, lamenta Dresch.

0
0
0
s2sdefault

Cartilha, Direito de Resposta

Nosso Endereço

Partido dos Trabalhadores de Santa Catarina.
Praça Olívio Amorim, 36, CEP: 88.020-090, Florianópolis - SC
Fone/Fax: 48 3028-6313

Editar o site