HomeNotíciasPedro Uczai defende criação de política nacional para reduzir agrotóxicos

Pedro Uczai defende criação de política nacional para reduzir agrotóxicos

Pedro Uczai defende criação de política nacional para reduzir agrotóxicos

 

Nesta terça-feira (12), parlamentares, representantes de entidades e Movimentos Sociais defenderam em audiência pública na Câmara dos Deputados a aprovação do Projeto de Lei 6670/16, que institui a Política Nacional de Redução de Agrotóxicos (Pnara). O texto, sugerido pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) foi apresentado na Comissão de Legislação Participativa.

 

O objetivo do projeto é propor ações que contribuam para a redução do uso de agrotóxicos na produção agrícola e pecuária e das atividades de extrativismo. Além disso, ampliar o uso de insumos de origem biológica, assistência técnica e incentivo para pesquisa de biofertilizantes e biopesticidas.

 

O deputado Pedro Uczai (PT-SC), relator adjunto da comissão, afirmou que um dos objetivos principais é barrar o projeto de lei que flexibiliza o uso de agrotóxico no país, o PL 6299/02, conhecido como o “pacote do veneno”, que está tramitando na Casa. “Temos que alertar a população e impedir que esse projeto seja aprovado. Além disso, mostrar que é possível construirmos uma agricultura rentável, produtiva e saudável, sem utilizar agrotóxicos, ” destacou.

 

A representante da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Karen Friedrich, falou dos efeitos dos agrotóxicos para a saúde das pessoas, como mutação genética, câncer, má formação fetal, etc.. “Dos cerca de 500 ingredientes ativos de origem química que estão registrados no Brasil, mais de 60 já foram proibidos em outros países,” alertou Karen.

 

Por outro lado, já existem iniciativas no mundo todo para barrar o uso desenfreado de agrotóxicos. De acordo com o secretário executivo da Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Cnapo), Rogério Newald, vários estados brasileiros já têm legislação específica para produzir sem veneno. “Em 2017, foram registrados 2,7 milhões de produtores orgânicos no mundo, 300 mil a mais que no ano anterior, ” afirmou Newald.

 

“Nosso desafio é discutir e apresentar um novo modelo de agricultura no Brasil que não seja tão dependente dos venenos. Defendemos políticas que incentivem créditos, pesquisas e compras públicas de quem produz orgânicos, e, dessa forma, estaremos preservando a saúde de quem produz e de quem consume os produtos,” finalizou o deputado Pedro Uczai.

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

Compartilhe
Facebook
Facebook
Instagram
Siga o PT
Google+
https://ptsc.org.br/2018/06/14/pedro-uczai-defende-criacao-de-politica-nacional-para-reduzir-agrotoxicos/
LinkedIn
Sem comentários

Deixe seu comentário