Décio Lima: a liberdade de Lula significa a volta da esperança

Caravana Lula Livre vai às ruas exigir a liberdade do ex-presidente e enfrentar a retirada de direitos do governo Bolsonaro

 

Um valor universal tem pautado o povo brasileiro há 35 anos: a democracia, um sistema político em que o povo é soberano e livre. Esse valor, duramente conquistado, está ameaçado por um desgoverno que retira direitos do povo, não aceita críticas e celebra a Ditadura Militar.

Para fazer frente a Jair Bolsonaro (PSL), garantir os direitos do povo e exigir a liberdade de Lula, preso político, o Partido dos Trabalhadores vai às ruas, ao lado de todos aqueles que acreditam em um país justo e igualitário. Esse é o princípio da Caravana Lula Livre que, nos dias 5, 6 e 7 de abril vai passar por Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná com Fernando Haddad e outras lideranças do PT.

O ex-deputado federal Décio Lima, presidente do PT-SC, vai participar do ato em Florianópolis e toma para si as palavras de Lula ao falar sobre a Caravana:

Eles conseguiram aprisioná-lo injustamente, mas não conseguirão jamais aprisionar as suas ideias. E as ideias do presidente Lula foram as ideias que estabeleceram um marco regulatório na vida do povo brasileiro, foram as ideias que levaram esperança para milhões de brasileiros que nunca tiveram oportunidade.

Para Lima, o Brasil deixa de ser plenamente democrático a partir do momento em que sua maior liderança é um preso político na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba há 362 dias. “Portanto, a Caravana Lula Livre traz consigo um valor objetivo fundamental, que é resgatarmos a democracia para o povo brasileiro”, avalia.

Isso porque a prisão do ex-presidente Lula foi usada para consolidar um caminho de “profundos retrocessos” que o povo brasileiro tem vivido desde o golpe que tirou a presidenta Dilma Rousseff do Palácio do Planalto. E que se torna cada vez mais grave desde a posse de Jair Bolsonaro. “A liberdade do presidente Lula significa a volta da esperança”, pontua Lima.

Não é reforma, é destruição da Previdência

Se durante o governo Lula a Previdência era superavitária devido ao baixo desemprego, agora, o número de pessoas que não tem acesso ao mercado de trabalho atinge 13,1 milhões de brasileiros. Sem capacidade para fazer a economia voltar a crescer, a única proposta de Bolsonaro é retirar direitos dos mais pobres com seu projeto de reforma da Previdência.

Em recado sobre o tema, o ex-presidente ressaltou que: “a melhor forma de resolver o problema da Previdência é gerar empregos. Quanto mais emprego, mais salários, mais contribuições e menos déficit. Na minha época havia superávit”

Já no que diz respeito ao projeto de Bolsonaro, o presidente do PT-SC avalia que “isso não é reformar, é acabar com a Previdência e levar milhares de brasileiros para a gula do mercado financeiro que eles representam”.

Lima explica que, diferente do que está sendo argumentado pelo governo, a Previdência não causa prejuízos à medida em que é um importante instrumento de distribuição da renda, movimentando a economia dos pequenos municípios e a aumentando a viabilidade de pequenos comércios. “Mas, como é pública, não dá lucro para os bancos. O que essa gente sem alma quer é nos levar para a porta dos bancos. Desprezam uma conquista histórica, que é a Previdência”, destaca.

Por fim, Décio Lima relembra com carinho da Caravana que ocorreu em Santa Catarina com a presença de Lula em março do ano passado. “Foi com certeza um dos maiores acontecimentos contemporâneos do nosso estado.  Relembrar aquele dia 24 de março com a presença do nosso companheiro Fernando Haddad vai retrazer um vigor para o povo catarinense se somar a milhões de brasileiros e derrotarmos esse momento de atraso que estamos vivendo”, conclui.

Programação das atividades em Florianópolis

Sábado, 06 de abril de 2019 – Previdência Social e Lula Livre

11h – Ato da Caravana por Lula Livre na Escadaria do Rosário.
12h30 – Reunião com lideranças partidárias.

Jornada Lula Livre

Entre os dias 7 e 10 de abril todas as atenções estarão voltadas para a Jornada Lula Livre, iniciativa que pretender reforçar o posicionamento contrário diante da atual conjuntura  política brasileira e ampliar a unidade em torno das lutas em defesa do maior líder popular da história do Brasil.

Com eventos programados em praticamente todos os estados brasileiros e também em diversos outros países, a Jornada Lula Livre terá seu grande ato nacional realizado no dia 7, dia em que a prisão política completa um ano.

A iniciativa é parte da reorganização das estratégias de mobilização dos  comitês populares espalhados por todas as regiões da nação e reativa e campanha Lula Livre lançada ano passado. A jornada também se readequará aos lamentáveis desdobramentos políticos que aconteceram no país a partir da eleição de Jair Bolsonaro, como a reforma de Previdência.

Da Redação da Agência PT de Notícias

Compartilhe
Facebook
Facebook
Instagram
Siga o PT
Google+
https://ptsc.org.br/2019/04/05/decio-lima-a-liberdade-de-lula-significa-a-volta-da-esperanca/
LinkedIn
Sem comentários

Deixe seu comentário