HomeNotíciasSeminário em Itapema debate ameaças e perspectivas para o meio ambiente em SC

Seminário em Itapema debate ameaças e perspectivas para o meio ambiente em SC

Seminário em Itapema debate ameaças e perspectivas para o meio ambiente em SC

 

O Seminário Meio Ambiente e Sociedade 2019, que acontece no próximo sábado (13), em Itapema, reunirá pesquisadores e especialistas de renome no Estado, para um debate de ameças e possibilidades do desenvolvimento da região e a sustentabilidade no século XXI. As conferências acontecem pela manhã e à tarde (programação abaixo), no auditório do Siticom (Rua 442, número 10 – bairro Morretes).
Além das palestras, também serão apresentados projetos voltados à preservação ambiental na região, implementados por organizações não governamentais e entidades. O Seminário é o terceiro de uma série de sete eventos voltados ao tema, programados para todas as regiões do Estado.
A primeira palestra, Ciclo da Água, Aquíferos, Energia e Gás de Xisto, inicia às 8h 30 e aborda um tema fundamental para Santa Catarina, que já tem na pauta projetos para exploração de gás de xisto utilizando o fracking, tecnologia invasiva que já causou danos ambientais irreversíveis em diversas regiões do mundo. A conferência será conduzida pelo professor Dr. Luciano Augusto Henning, do Projeto Rede Guarani/Serra Geral. Luciano tem mestrado e doutorado pela UFSC na área de Geografia e participou de pesquisas na Queen´s University, no Department of Global Development Studies, em Kingston, no Canadá. Atualmente, além de pesquisador do projeto Rede Guarni/Serra Geral, integra a equipe de investigadores do Laboratório de Análise Ambiental (LAAm) do Departamento de Geociências da UFSC, com ênfase na área de recursos hídricos.
A segunda palestra, Energia e Desastres Ambientais, terá a participação do professor Dr. Marcos Aurélio Espíndola, e trata da relação entre o modelo de geração de energia no País e as consequências ambientais e sociais para as populações. O professor é mestre em Geografia pela USP, doutor em Geografia Humana pela UFSC e Pós-doutor pelo Programa de Pós-Graduação
Interdisciplinar em Ciências Humanas, Área de Concentração Sociedade e Meio Ambiente (Desastres Ambientais e Políticas Públicas), também pela UFSC. Sua principal atuação é na análise de risco e desastres, impactos ambientais e o setor energético.
Durante a tarde acontece a conferência Energias Renováveis e tecnologias sociais, com o professor Dr. Marcio Antonio Nogueira Andrade, que coloca no foco o desenvolvimento de formas alternativas de geração de energia, além de tecnologias que solucionam problemas da sociedade com mínimo impacto ambiental. O professor é Mestre e Doutor em Engenharia Civil na área de Hidráulica e Saneamento pela Escola de Engenharia de São Carlos, da USP e Pós-doutor no Laboratório Nacional de Engenharia Civil – LNEC (Núcleo de Engenharia Sanitária do Departamento de Hidráulica) em Lisboa, Portugal, e na Cornell University (Department of Biological and Environmental Engineering) em Ithaca, Nova Iorque, Estados Unidos. Atualmente é pesquisador do Laboratório de Análise Ambiental (LAAm) da UFSC e professor do Programa de Mestrado em Engenharia Civil, Sanitária e Ambiental da Universidade do Contestado (UnC).
“O trabalho dos pesquisadores aborda desde os problemas enfrentados pelo Estado até tecnologias que podem, com investimento e prioridade, apresentar soluções viáveis. Nosso objetivo é multiplicar estes conhecimentos e debater com a população das regiões encaminhamentos objetivos”, explica o deputado estadual Padre Pedro Baldissera, que preside o Fórum para Preservação do Aquífero Guarani e das Águas Superficiais, promotor do evento junto do projeto Rede Guarani/Serra Geral, Escola do Legislativo, Comissão de Turismo e Meio Ambiente, MAB, CNBB Regional Sul 4 e Cáritas Santa Catarina. Em Itapema, também são parceiros o Movimento Ambientalista Popular de Itapema (MAPI), Porto Ambiental de Porto Belo, Siticom Balneário Camboriú, Camboriú e Itapema, Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Camboriú e Comitê de bacia hidrográfica do Rio Tijucas.

As inscrições gratuitas para o Seminário Meio Ambiente e Sociedade 2019 estão disponíveis no site http://escola.alesc.sc.gov.br/evento.

 

Compartilhe
Sem comentários

Deixe seu comentário