HomeNotíciasVerificamos os principais absurdos que já inventaram em quase um mês de Lula Livre

Verificamos os principais absurdos que já inventaram em quase um mês de Lula Livre

Verificamos os principais absurdos que já inventaram em quase um mês de Lula Livre

Depois de serem determinantes na definição do voto na eleição de 2018, as fake news retornaram com força desde que o ex- presidente Lula foi solto

Mentiras, boatos e vídeos fakes: o ex-presidente Lula é alvo de uma fábrica de fake news que funciona 24 horas por dia. Depois de serem determinantes na definição do voto na eleição de 2018, as fake news retornaram com força desde que o ex- presidente Lula foi solto.

São milhares de mensagens falsas e estrategicamente pensadas sendo distribuídas a cada minuto nas redes sociais, principalmente no Whatsapp e no YouTube. A quantidade de mensagens falsas é tão grande que domina uma parte considerável das buscas relacionadas ao Lula no Google.

Reunimos abaixo alguns dos absurdos que já inventaram sobre Lula em quase um mês.

“Lula expulso do Restaurante”: Lula não foi expulso de restaurante no Paraná

O vídeo, com legenda “Expulsaram o Lula ontem”, não mostra o ex-presidente em nenhuma das suas imagens. Apesar disso, corre a internet e é febre nos “grupos de zap”.

O curioso é que o vídeo na verdade foi gravado em Natal, no Rio Grande do Norte, em agosto de 2017 e Lula não estava na ocasião. As imagens mostram uma visita do governador paulista João Doria (PSDB), então prefeito de São Paulo, à cidade.

À época Doria foi almoçar em um restaurante do shopping Midway Mall a convite do empresário Flávio Rocha, após ter sido homenageado pela Câmara Municipal de Natal. Quando chegava ao restaurante, o tucano foi vaiado por simpatizantes do PT.

Ônibus em Londres com inscrição “Lula Ladrão”:

Não existe nenhum ônibus com a inscrição “Lula Ladrão”. Trata-se de uma montagem. A gravação original foi publicada no Twitter da escola de teatro Momentum Performing Arts Academy em 12 de agosto deste ano – enquanto o vídeo analisado começou a circular no dia 20 de novembro. Ao invés das palavras “Lula Ladrão” e da foto do ex-presidente, a propaganda na lateral do ônibus mostra a frase “the home of industry led learning” e o logotipo da escola. O som do vídeo também foi alterado digitalmente para incluir a fala contra Lula. Só no youtube existem centenas de vídeos, com milhares de visualizações.

Lula é xingado por militantes

Também não é raro encontrar parlamentares postando em suas contas as mentiras estimuladas nos porões virtuais.

É o caso do Coronel Tadeu, deputado federal por São Paulo pelo PSL, que postou em sua conta no twitter um vídeo fake onde Lula seria “xingado por militantes”.

A jornalista Carolina Ercolin questionou o deputado em seu twitter “ @CoronelTadeu Como homem público o sr. deveria checar os vídeos que posta. O registro de 2017 durante a caravana pelo nordeste traz os apoiadores entoando “Lula ladrão, roubou meu coração”. É fácil encontrar cópias datadas no youtube. Fazer oposição ao Lula é legítimo, mas c/argumentos francos”.

Filho de Lula expulso de restaurante em Angra dos Reis

Está sendo distribuído nos grupos de whatsapp um vídeo fake com a legenda “Filho de Lula e seus convidados apanham em Angra dos Reis. Vai ser assim com o pai e o pessoal do STF. O povo está revoltado”. O vídeo falso também pode ser encontrado em contas no Facebook e no Youtube, somando milhões de visualizações.

Lula não se solidarizou com ex-governador preso

Um vídeo no YouTube exibe um trecho cortado de um discurso de 2017 do ex-presidente Lula para dar a entender que o petista estaria defendendo que o ex-governador do Rio Sérgio Cabral não mereceria estar preso “só por ter roubado o dinheiro do povo”. Confira na íntegra a fala de Lula: “Eu estou muito triste com o que está acontecendo com o Rio. O Rio não merece a crise que está passando. Não merece ter governadores presos porque roubaram. Eu nem sei se isso é verdade, porque não acredito em tudo o que a imprensa fala. É importante investigar, saber a verdade. Quem roubou tem que estar preso”

Lulinha não é dono do JBS nem tem patrimônio oculto

Um dos filhos do ex-presidente Lula, Fábio Luís Lula da Silva, o “Lulinha”, sempre foi alvo de uma enxurrada de mentiras, boatos e fake news. Uma mensagem fake, que utiliza de forma mentirosa o nome da revista Veja, revelaria o patrimônio oculto de Fábio. O texto que envolve o filho do Lula reúne uma dezena de informações falsas já desmentidas, como a propriedade um jatinho e sociedade com o Grupo JBS.

Fake news sobre patrimônio de Lula

O ódio e a raiva dos que disseminam boatos não tem limite. Circula em grupos de redes sociais uma mensagem sobre testamento que Marisa Leticia, falecida em 2017 após sérias complicações de saúde devido a perseguição política no qual estavam submetidos.

A mensagem não é verdadeira e o ex-presidente Lula está com seus bens bloqueados pela justiça. O espólio de Dona Marisa também segue bloqueado.

Lula não disse que é contra deixar jovem preso ‘só porque ele matou’

“Sou totalmente contra prender menor que mata pessoas. Devemos colocá-lo na escola para reeducá-lo. Quem morreu, morreu, não volta mais. Agora deixar preso um muleque (sic) ‘só’ porque ele matou, sou contra” Frase completamente mentirosa atribuída ao ex-presidente Lula em “meme” que circula nas redes sociais. A frase nunca foi dita pelo ex-presidente e não é possível encontrar nenhuma entrevista ou declaração de Lula em que ele mencionasse ser contra a prisão de alguém “só porque matou”.

Marco Aurélio Santana Ribeiro é assessor do PT e não tem nenhum vínculo com Marcola ou Marcolinha do PCC

Uma mensagem que circula nas redes sociais tenta vincular erroneamente o ex-presidente Lula à facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). No dia de sua liberdade, Lula em um trecho de seu discurso do ex-presidente, em um palanque montado na frente do prédio da Polícia Federal, em Curitiba, Lula agradeceu várias pessoas, entre elas “o companheiro Marcola”. Marcola é Marco Aurélio Santana Ribeiro, assessor do PT e não o líder do PCC.

Por Lula.com.br

Compartilhe
Sem comentários

Deixe seu comentário