HomeNotíciasAprovada inclusão de empreendedores solidários nas linhas de crédito do Badesc

Aprovada inclusão de empreendedores solidários nas linhas de crédito do Badesc

Aprovada inclusão de empreendedores solidários nas linhas de crédito do Badesc

Em sessão virtual nesta terça (31/03), a Assembleia Legislativa aprovou uma emenda aditiva que inclui os empreendimentos de economia solidária, o cooperativismo e outras formas associativas no rol de microempreendedores individuais beneficiados do Badesc. A autoria é da deputada Luciane Carminatti (PT), presidente da frente parlamentar em defesa do setor.

A emenda foi incorporada ao projeto de Lei 0053.3/2020, também aprovado nesta terça, que passa a obrigar a agência de fomento a destinar toda linha de crédito prevista para 2020 ao financiamento do capital de giro das micro e pequenas empresas afetadas economicamente pela pandemia de coronavírus.

São mais de 10 mil pessoas envolvidas em cerca de 750 empreendimentos da Economia Solidária, como catadores, pescadores artesanais e artesãos organizados em associações e cooperativas.

Auxílio-emergencial

Eles ainda buscam a aprovação de outra medida para recuperar o sustento básico. Um projeto de lei, também de autoria da deputada Luciane Carminatti, institui pagamento de 50% do salário mínimo regional, até 31 de outubro, para esses empreendedores, com renda mensal de até 1 (um) salário mínimo regional, cujo valor em 2020 varia entre R$ 1.215 e R$ 1.391.

“Estes trabalhadores seguem numa condição muito vulnerável porque o governo até hoje não regulamentou a nossa lei, que cria a Política Estadual de Economia solidária. Além disso, o auxílio emergencial do governo federal, de cerca de R$ 600 reais por apenas três meses, não é o suficiente para prover a renda dessas famílias”, defende a parlamentar.

Compartilhe
Twitter
Visit Us
Follow Me
Instagram
Siga o PT
LinkedIn
Share
Sem comentários

Deixe seu comentário