Saretta pede informações sobre respiradores recebidos e instalação de leitos de UTI

O deputado Neodi Saretta, que também é presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, encaminhou solicitações ao Secretário de Estado da Saúde para que esclareça se os 17 respiradores enviados ao estado pelo Ministério da Saúde já chegaram ao Estado e para quais municípios e unidades hospitalares e de saúde foram ou serão destinados. O deputado salienta que o anúncio da liberação desses equipamentos foi feito em 25 de abril, pelo então ministro da saúde, por meio de uma rede social.
Saretta também pede informações sobre os leitos de UTI destinados aos pacientes com suspeita ou conformação da Covid-19. No pedido o deputado questiona em que municípios estão distribuídos os leitos de UTI, bem como a quantidade em cada um deles. Ainda de acordo com o parlamentar é necessário que o Estado informe qual a previsão e locais de abertura de novos leitos para o tratamento da Covid-19.
“O esclarecimento dessas informações é muito importante, pois estamos vendo o avanço da pandemia e, há a preocupação com a falta de leitos e respiradores para atender a população. Um exemplo é o Hospital São Francisco, de Concórdia, que está com a capacidade de leitos de UTI quase comprometida”, disse o Saretta.

Antecipação de formatura: Tendo em vista a necessidade de mais profissionais para o enfrentamento da pandemia da Covid-19, o deputado Neodi Saretta encaminhou um pedido ao Ministro da Educação para que antecipe a colação de grau dos estudantes dos cursos de técnicos em saúde. Saretta explica que os técnicos compõem uma força de trabalho muito importante nas ações hospitalares e de atenção básica. No documento o deputado pede a criação de uma normativa semelhante à Portaria nº 374, de 3 de abril de 2020, que antecipou a formatura dos alunos dos cursos de Medicina, Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia, exclusivamente para atuação nas ações de combate à pandemia. “É fundamental que se amplie as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública, de importância internacional, decorrente do novo coronavírus. Além disso, muitos estudantes já cumpriram a carga horária exigida para poder executar suas atividades”, pontua Saretta.

Compartilhe
Twitter
Visit Us
Follow Me
Instagram
Siga o PT
LinkedIn
Share
Sem comentários

Deixe seu comentário