Padre Pedro defende taxação de grandes fortunas para combater profunda desigualdade social

O deputado Padre Pedro Baldissera disse que, enquanto milhões de brasileiros lutam em busca do auxílio emergencial, 42 bilionários vivem cada vez melhor, pois aumentaram suas fortunas em US$ 34 bilhões entre março e junho deste ano. A pesquisa é da ONG Oxfam que aponta que a alta nas riquezas no Brasil foi 70% maior que em toda a América Latina e Caribe, onde 73 pessoas elevaram-na em US$ 48,2 bilhões (R$ 252 bilhões). Padre Pedro ressaltou que o valor é equivalente a um terço do total de recursos previstos em pacotes de estímulos econômicos por todos os países da região. “Ao todo, apenas esses privilegiados acumularam, em moeda nacional, R$ 177 bilhões nos primeiros seis meses do ano”, salientou.

Entre as propostas apresentadas pela Oxfam para reduzir a desigualdade social, está a inclusão do imposto sobre grandes fortunas na Reforma Tributária do governo, que começou a ser discutida no Congresso Nacional. Segundo o parlamentar, esta é “uma bandeira que defende há décadas”.

O deputado disse que, enquanto famílias amargam a miséria e a fome ou perdem os recursos que juntaram ao longo de toda a vida, algumas poucas pessoas acumulam dinheiro e, o que é pior, utilizam esses recursos apenas de forma especulativa, sem produzir um parafuso ou gerar empregos. “Isso só demonstra que a principal necessidade do Brasil para combater a miséria e a pobreza é a justiça tributária. Precisamos com urgência repensar os valores de nossa sociedade.”

Compartilhe
Twitter
Visit Us
Follow Me
Instagram
Siga o PT
LinkedIn
Share
Sem comentários

Deixe seu comentário