HomeNotíciasEm defesa dos mais pobres, Lula encontra padre Júlio Lancellotti

Em defesa dos mais pobres, Lula encontra padre Júlio Lancellotti

Em defesa dos mais pobres, Lula encontra padre Júlio Lancellotti

Na conversa, o padre Lancellotti relatou a grave situação de vulnerabilidade da população de rua da capital paulista

 

O ex-presidente Lula visitou nesta terça-feira, 25, o padre Júlio Lancellotti, em São Paulo. Na conversa, o padre Lancellotti relatou a grave situação de vulnerabilidade da população de rua da capital paulista. Por sua vez, Lula também falou sobre a situação de pobreza vivida pelo povo brasileiro. E afirmou que é necessário voltar “incluir o pobre no orçamento da União”. Lula e Janja doaram roupas e agasalhos para a obra do padre Lancellotti com moradores de rua.

Lula criticou o comportamento do atual governo que ignora a fome do povo. “Se a gente não resolver o problema dos pobres, a gente não resolve mais nada. Se eu for candidato, se preparem, porque vamos ter que fazer muito mais do que fizemos”. Para Lula, a luta pelos direitos dos mais pobres é o que o motiva a voltar ao Palácio do Planalto.

“Sempre me perguntam qual o momento mais marcante que eu tive na Presidência. Dois momentos me orgulham muito: o dia que recebi os catadores no Planalto e todos os anos quando dava 23 de dezembro e eu vinha participar do Natal dos Catadores e da população em situação de rua”, lembrou Lula.

O segundo momento, disse Lula, foi quando “durante oito anos eu fazia questão, fazia parte da minha agenda, todo 22 ou 23 de dezembro vir fazer uma reunião debaixo de um viaduto”. Na conversa, Lula lembrou que “a gente vinha atender algumas coisas e recebia pauta de reivindicação. Esta coisa marcou minha vida”, disse o ex-presidente.

O que disse Lula em seu perfil de Instagram:

“Hoje estive com o Padre Júlio Lancellotti. Muita gente me pergunta qual foi meu maior orgulho quando estava na Presidência da República. Tem duas coisas que marcaram minha vida.

A primeira foi o dia que os catadores e um grupo de pessoas em situação de rua foram recebidos no Planalto. Lembro que eu perguntei pra um deles o que ele gostaria de falar. E ele me disse que não queria falar nada, porque já tinha conquistado o maior orgulho da vida dele, que era visitar um presidente da República.

A segunda experiência foi com o @padrejulio.lancellotti. Durante os oito anos da minha Presidência, todo 22 ou 23 de dezembro, a gente marcava e vinha aqui embaixo de algum viaduto em São Paulo pra participar do Natal dos Catadores. Isso é uma lembrança que marca minha vida e pra mim é motivo de muito orgulho.

Naquela época, a gente tinha acabado com essa coisa de criança na rua pedindo esmola, passando fome. Por isso, tenho dito ao pessoal do PT: se eu for candidato, se preparem. Porque nós vamos ter que fazer muito mais do que nós fizemos. Eu estou com 75 anos, mas com energia de 30. Estou muito disposto a viajar por esse país, a levantar a cabeça do nosso povo, e a dizer: esse país é nosso. Esse país não é de miliciano. Esse país não é o país do ódio.

Padre Júlio, quero que você tenha certeza que vou ser um soldado da sua luta. Você pra mim é exemplo e motivo de orgulho”.⁣

Foto – Ricardo Stuckert

Compartilhe
Twitter
Visit Us
Follow Me
Instagram
Siga o PT
LinkedIn
Share
Sem comentários

Deixe seu comentário