Saretta propõe que SC adote o sistema de ‘xepa da vacina’ para evitar desperdício de doses

Assim como já vem sendo utilizado em outros estados do Brasil, o deputado Neodi Saretta está pedindo que seja adotado, também em Santa Catarina, o sistema de xepa da vacina contra a covid-19. Conforme o deputado, as doses remanescentes das vacinas nos municípios, da chamada ‘xepa da vacinação’, devem ser aplicadas conforme o prazo de validade, com o cadastro de pessoas para a aplicação das doses de frascos abertos que sobraram no final do dia.

Saretta, que também é presidente da Comissão da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, explica que o objetivo é evitar o desperdício dos imunizantes e garantir a vacinação de mais pessoas. “Nós temos uma escassez de vacinas e as doses não podem ser desperdiçadas. Então, após aberto o frasco as doses têm de ser aplicadas em um período de horas e isso vai evitar o desperdício e imunizar mais pessoas”, disse o deputado.

A Coronavac e a vacina da Pfizer precisam ser usadas em até seis horas após a abertura do frasco, segundo a bula dos imunizantes. Já a vacina da AstraZeneca/Oxford pode ser utilizada em até 48 horas depois de aberta, desde que mantida na temperatura de dois a oito graus celsius, segundo o fabricante.

Saretta ressalta que é necessário que os agentes de saúde cadastrem as pessoas acima de 18 anos que desejarem fazer parte desta lista da xepa da vacinação, e entrem em contato caso seja verificada a possibilidade de sobra de doses no final da imunização. “A utilização deste método está apresentando bons resultados na aplicação das doses remanescentes, acelerando o processo de vacinação da população, fator de grande importância para o combate à pandemia”.

Saretta alertou, mais uma vez, da necessidade de ser feita busca ativa daqueles que receberam a primeira dose e não retornaram para a segunda. “Muitas pessoas podem ter esquecido de retornar para a segunda dose, ou até mesmo não têm como se deslocar até o local de vacinação. Então, é preciso que os municípios façam a busca dessas pessoas para que possam receber a segunda dose e assim serem imunizadas”.

Compartilhe
Twitter
Visit Us
Follow Me
Instagram
Siga o PT
LinkedIn
Share
Sem comentários

Deixe seu comentário